+23
+33°
+19°
Barretos
Sexta-Feira, 03
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
ENQUETE
Você gosta do horário de verão?
Sim
Não
 
AS MAIS LIDAS...
Cadastre seu e-mail e receba
manchetes, informações e promoções!
NOTÍCIAS
Barretos e Região
Sindicato dos Taxistas é contrario a forma de recadastramento e não concorda com edital
21/04/2017
21-04-2017-08-34-34_PAG 3_IMAGEM 1

Silvio Tadeu Fernandes, presidente do Sindicato dos Taxistas

A Secretaria de Ordem Pública divulgou edital informando que será realizado um recadastramento dos taxistas que atuam na cidade de Barretos. Ao tomar conhecimento da medida, o Sindicato dos Taxistas de Barretos, através do presidente Silvio Tadeu Fernandes, afirmou ser contra a forma do recadastramento dos taxistas de Barretos e pretende buscar a justiça para cancelar a decisão tomada. “A gente quer saber o objetivo e a fundamentação legal, porque no edital fala que o recadastramento é anual, sendo que não existe nenhuma lei que obrigue a ser realizado este recadastramento, inclusive estamos cobrando uma lei para embasar este recadastramento, além de documentos das pessoas que tem táxi e não trabalham”, afirmou Tadeu.
Segundo o Sindicato dos Taxistas,a cidade de Barretos tem hoje 105 taxis e são números que vem crescendo dia a dia. “A gente quer essa lei para regulamentar e não fomos procurados pela Prefeitura sobre este recadastramento. A orientação é para os taxistas evitem fazer o recadastramento nestes primeiros dias”, destacou.
A Prefeitura de Barretos foi procurada pela reportagem do JBR, e a informação passada é que o recadastramento está sendofeito para regulamentar o transporte de passageiros na cidade. Através dele será possível saber quais e quantos veículos estão sendo utilizados, e a maneira regular ou não. Segundo a Prefeitura e Barretos, o recadastramento foi tratado de igual maneira para todas as classes, ou seja, foi feito para os mototaxistas, para as agências de moto taxistas e agora aos taxistas e não existe lei municipal que proíbe o recadastramento. De acordo com a Prefeitura, a intenção é que através do recadastramento seja fornecidos osdados para um projeto de lei que será enviado a Câmara para sua regulamentação, já que a lei em vigor é de 1977 e está ultrapassada.
O secretário municipal de ordem pública, Claudio Muroni, ressalta que é direito de qualquer cidadão buscar informações e até mesmo discordar de alguns atos públicos, porém todo o trabalho realizado pela secretaria é feito com transparência, pensando em dar maior respaldo aos trabalhadores e segurança aos usuários.
Para mais informações, assine e receba o Jornal de Barretos no conforto da sua casa. Clique Aqui para assinar.
Seu Email:
Enviar Para:
Mensagem: